Vitória cai nos quartos-de-final (fotos)

O Vitória perdeu esta terça-feira com o Leixões, da Divisão A1, por 1/3 (24/26, 23/25, 26/24 e 11/25) ficando assim pelo caminho na segunda prova do calendário nacional. Não deixa no entanto de ser um feito assinalável de uma equipa da Divisão A2 que se bateu com valentia pela passagem às meias-finais.

As vitorianas não tiveram receio do seu opositor mais credenciado e entraram bem no jogo, tendo uma postura digna de registo. Durante o primeiro set comandaram do princípio ao fim com os parciais de 8/7 e 16/12 nos tempos técnicos e tendo chegado a 24/22 não conseguiram então fechar o set. Os nervos, a inexperiência, a pressão de poder vencer um set transtornou as atletas do Vitória e acabou por ser benéfico para as leixonenses que se viram na eminência de começar o jogo a perder.

O segundo set foi semelhante em termos de emoção e no resultado, embora o andamento do parcial tenha sido algo diferente. As vitorianas destacaram-se para os 5/1, mas permitiram logo de seguida que o Leixões igualasse e tomasse depois a dianteira do set. Nos tempos técnicos, desta vez, quem comandava era o Leixões, com 6/8 e 13/16 e perto do final do set a diferença chegou a ser de quatro pontos. O Vitória fez um “forcing”, acreditou que ainda era possível vencer o set e aproximou-se de forma perigosa. A maior experiência das leixonenses e alguma felicidade ditou o resultado do set nas vantagens.

No set seguinte a decisão foi de novo nas vantagens. Um set bem jogado, com muita emoção e muita tensão e com decisões arbitrais nada consentâneas com a qualidade do jogo e das duas equipas. O andamento do parcial foi muito parecido com o anterior, com precisamente os mesmos parciais nos tempos técnicos, mas com o Vitória a passar para a frente aos 20 pontos e a não largar mais a dianteira, à excepção dos 24/22, onde duas decisões erradas da equipa de arbitragem colocaram o resultado numa igualdade. Desta vez as vitorianas mostraram arcaboiço e terminaram o set com dois pontos consecutivos.

O último set do encontro teve um início desastrado por parte do Vitória que permitiu que o Leixões ganhasse uma vantagem alargada logo na abertura do set, com 1/5 e 2/8 e que nunca mais foi possível anular. As leixonenses passam assim às meias-finais e as vitorianas, apesar de terem realizado o melhor jogo da época, ficam pelo caminho mas deixam o registo da sua melhor participação de sempre.

VITÓRIA SC: Filipa Rocha, Raquel Costa, Telma Nunes, Elsa Ribeiro, Telma Silva, Catarina Mineiro – seis inicial – Vera Silva (libero), Sara Gonçalves, Nádia Pinto (cap.), Diana Sousa, Paula Teixeira e Filipa Andrade. Treinadores: Nuno Maia e Norival Bruno.

  Categories: