A Má Fé Dos Pasquinzitos…

abola
O V. Guimarães pode ser afastado da Liga Europa (apurou-se como finalista da Taça, já que o Benfica tem presença garantida na Champions), caso a UEFA leve à letra uma recomendação do fair play financeiro, incluído no sistema de licenciamento para as provas europeias.«A licença deve ser recusada», pode ler-se no documento, a um candidato que «procure ou esteja sob proteção dos credores».Em julho de 2012, o emblema fez apelo a um Sistema Extrajudicial de Recuperação de Empresas (SIREVE), designação que substitui o antigo Procedimento Extrajudicial de Conciliação (PEC). Aprovado pelo Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas (IAPMEI), este plano permitiu protelar o pagamento de dívidas a Estado, banca e privados.Iniciado em dezembro, o processo de licenciamento UEFA do V. Guimarães sofreu alterações, por, recentemente, os direitos desportivos passarem a ser detidos por uma SAD.
Compreende-se que o jornal da Travessa da Queimada sempre tenha defendido os interesses dos clubes da capital..aliás, se não fossem os golos do melhor jogador moçambicano de todos os tempos ou os cinco violinos certamente que não teriam chegado aos tempos de hoje…o que diga-se de verdade, apenas, purificaria os escaparates que para além deste lixo jornalístico, têm outros.
Mas, não obstante isso, fazer uso da própria ignorância, desconhecimento jurídico e opiniões parciais para fazer lobbie de pressão, não cabe na cabeça de ninguém. Aliás, deontologicamente desinformar é um acto que merece investigação e punição.
Com efeito, como poderia o Vitória ser impedido de participar nas competições europeias se a SAD constituída em Abril não possui qualquer dívida, sendo que o PER, agora SIREVE, foi constituído para o clube, mas que por força do Decreto Lei de 10/2013 de 25 de Janeiro, esse clube viu-se na contingência de constituir uma forma comercial, que no caso em questão foi uma SAD?
Aliás, como os” senhores”escribas não sabem, porque de direito comercial – e nem sequer entraremos nos trâmites do direito desportivo – percebem tanto como um boi de azeitonas, desde que foi constituída a SAD falamos de um novo ente jurídico, constituído nesse dia e cujas contas e fair-play financeiro deverão ser analisadas pelas instâncias da UEFA…e mau era, se em dois meses já o Vitória SC tivesse violado as prerrogativas económicas que o impedem de participar nas competições europeias.
E repare-se que nem de má fé do devedor se pode falar, como em muitos casos que se altera a realidade jurídica para fugir aos desígnios dos credores, o que poderia levar a uma desconsideração da personalidade jurídica da SAD para retornarem os deveres e obrigações ao clube, impedindo-o, assim, dessa forma de participar nas competições europeias por violar as regras de controlo financeiro. Com efeito, o Vitória SC não procurou eximir-se das suas responsabilidades…bem pelo contrário, negociou com os seus credores – vide o caso de Soudani/Aso Chlef – e depois seguiu uma obrigação legal de constituição sob uma forma comercial…e só por má fé ou estupidez alguém poderá dizer que uma sociedade enceta a sua vida toldada por dívidas.
Mas, porém neste país do vale tudo, o difícil é não confundir as mentes dos ignorantes e pô-los como fantoches a protestar por uma hipótese que nem sequer existe… mas, o pasquinzito tem o interesse de não deixar os leões moribundos morrerem, pois caso contrário como venderiam jornais sem derby centralista?

Uma empresa de apoio aos espectadores interpôs sexta-feira uma “ação especial de insolvência” da SAD do Sporting por dívidas no valor de 390 mil euros.

“A Care – controle, apoio, receção e encaminhamento de pessoas SA, minha cliente, é credora daquelas quantias. O Sporting, ao longo de vários anos, não se disponibilizou a fazer o pagamento daquilo que está em dívida e, agora, optámos por isto. O Sporting há de reagir após a notificação, seja judicial ou extrajudicialmente, com uma tentativa de acordo, por exemplo”, afirmou à Agência Lusa o advogado João Camacho.

No entanto a Sociedade leonina nega. “O Sporting está completamente tranquilo porque não deve um cêntimo a essa empresa”, disse fonte do clube, que ainda não foi notificado.

Em causa estarão “19 faturas vencidas, com datas entre maio de 2008 e setembro de 2010”, durante os mandatos de Filipe Soares Franco e José Eduardo Bettencourt, no processo que corre agora no Tribunal do Comércio de Lisboa.

“Em última análise, se o tribunal considerar que estão reunidos os pressupostos legais, pode ser declarada a insolvência, claro. Depois, nessa eventualidade, a empresa pode entrar em processo de recuperação ou não. Por exemplo, seria nomeado um administrador de insolvência, etc…”, concluiu João Camacho.

Mas será que esse clube com estes problemas, com pedidos de insolvência poderia cumprir os requisitos de controlo financeiro? Refira-se que esta notícia é de Novembro de 2012 e a partir daí nada mais se ouviu…mas, porém, as instâncias da UEFA não dormem e quem poderia, mesmo que desportivamente não o tenha alcançado após um principesco investimento, ser impedida de participar em competições europeias seria a Sporting SAD! Mas, isso, habilidosamente nunca foi noticiado, talvez para não acordar credores, ainda, demasiado permissivos com um clube que desinvestindo e sem sucesso desportivo caminha a passos largos para ser o novo Boavista…

Paulo Farinha Alves, advogado e especialista em direito desportivo, explicou à agência Lusa que o SIREVE…”

Mais uma prova da má fé da imprensa portuguesa. Como um especialista em direito desportivo explica o SIREVE a alguém? Ainda se fosse especialista em direito comercial? É que tentar explicar o SIREVE sob a luz dos preceitos desportivos é capaz de dar confusão…ainda, para mais usando alguém ligado ao clube supostamente interessado no imbróglio e com capacidade para lançar a confusão. Mas, porém, caso houvesse honestidade intelectual diria que uma SAD é uma entidade diferente do clube e que como tal não se poderiam confundir conceitos…mas lá está isso não interessou e deste modo se enganou os tolos e os deu-se uma luz de esperança aos adeptos e accionistas desse, sim, quase insolvente clube. Se fosse num processo judicial, o parecer do director geral do Sporting seria afastado através de um incidente de suspeição…assim, faz-se quase lei e o referido director não fez o favor de entrar nos preceitos comerciais que guiam as sociedades…tentou analisar a realidade de um ente jurídico societário como se fosse uma associação… e os inexperientes, incautos e parciais jornaleiros deram-lhe guarida!

Assim sendo acabo pedindo o que já pedi há dias…blindem o clube até ao dia 26…impeçam os arautos da maldicência de entrarem nas nossas instalações…proibam a saída de notícias até ao dia da final…é que não jogamos só contra 14…jogamos contra um país de invejosos que  tinham o nosso caixão pronto no início da época e agora sofrem de insónias com o nosso sucesso… mas se vivem insones com essa invídia… meus amigos preparem os Lexotans, os Kloxams, os Zyrtecs e outros anti ansiolíticos que não nos abaterão…jamais!!!
  Categories: