A Nossa História É Inolvidável… Massacre Europeu 92

A época de 1992/1993 não correu bem ao Vitória.

Com efeito, apesar do regresso de Marinho Peres, os branquinhos nunca conseguiram estabilizar o seu jogo, alternando o muito bom – poucas vezes – com o mau – muitas situações – . Este facto ditaria, inclusivamente, a destituição do treinador brasileiro que foi substituído por Bernardino Pedroto.

Porém, os momentos excelsos quando existiram foram inebriantes…lembramos o recital à chuva no Bessa, ou este jogo perante a Real Sociedad.

Frente à turma donostiarra, onde à data pontificavam os portugueses Oceano e Carlos Xavier  e os bascos Alkiza, De Paula e De Pedro, os vitorianos foram sublimes. A vitória por três golos sem resposta, com bis do bósnio Dane Kupresanin e com um tento de Pedro Barbosa, demonstra bem a diferença entre a capacidade das equipas…

O Vitória, naquela noite, era imbatível, fosse qual adversário fosse…