A opinião de…

UM APELO…

Desculpem-me os leitores, mas desta vez limitar-me-ei a fazer um apelo e, consequentemente, esta crónica será mais curta que o habitual.

Sejamos realistas, o nosso Vitória vive um momento de grande ansiedade, na medida em que não soube e não pôde capitalizar o excelente ínicio de época que protagonizou. Não soube porque cometeu alguns erros de palmatória que não vale a pena estarmos aqui a escalpelizar; não pôde porque os nossos jogadores foram vítimas de algumas lesões graves que limitaram o seu normal desempenho e porque algumas arbitragens influenciaram o resuldo final.

Assim, tendo em conta a forte concorrência de vários clubes na disputa de um lugar europeu, entendo que estamos a um passo do “CÉU” e à mesma distância do “INFERNO”. E este limbo impulsiona-me a fazer um GRANDE APELO.

Estamos a vinte dias de caminharmos firmemente para o “CÉU”. É já no próximo dia 27 que, em Coimbra, disputaremos a presença na tão desejada Final da Taça de Portugal.

Neste sentido, apelo a todos – aos Vitorianos e suas famílias, aos Vimaranenses em geral, a todos aqueles que se revêem neste grande Clube – que inundem Coimbra, que façam daquele dia uma grande união das gentes desta terra. Vamos, uma vez mais, mostrar a nossa raça e dizer convictamente a razão de SERMOS ÚNICOS.

Repliquem muitas vezes este APELO – usem a net, as redes sociais e tudo o que estiver ao vosso alcance para que ninguém falte.

Lá estaremos.

Um grande abraço.

Alfredo Magalhães
Sócio nº 1580

Ps: Mais um sinal e, agora, talvez um facto. Vi, no camarote presidencial do FC Porto, o vice-presidente da CM de Guimarães a assistir ao jogo Porto-Vitória. Esta presença por si só não tem qualquer significado, mas não percebo a sua permanente recusa ao convite que lhe é feito para assistir aos jogos no nosso estádio. Às tantas gosta do Porto… e, em boa verdade, eu não tenho nada com isso. Mas não esqueço.

  Categories: