Benfica e árbitro derrotam o Vitória (fotos)

No primeiro jogo em Guimarães o Vitória não conseguiu ser feliz. Diante do também líder Benfica, a equipa vitoriana baqueou no momento decisivo, para onde foi empurrado às custas de uma arbitragem deplorável. Se é certo que não foi apenas por isso que o Vitória perdeu, não é menos verdade que a arbitragem da dupla lisboeta (!?) contribuiu em muito para esse desfecho, assinalando faltas de transporte e dois toques à nossa equipa, mas deixando passar em claro as mesmas situações do outro lado. O resultado final foi de 3-2, parciais de 25-22, 25-27, 16-25, 25-19 e 17-19.

O Vitória até começou bem a partida vencendo por 25-22, conseguindo impor o seu voleibol. No segundo e até aos últimos pontos foi mais do mesmo, com o Vitória na frente. Até que uma falta não assinalada ao ataque do Benfica deu a vantagem aos encarnados, que rapidamente conseguiram aproveitar, para fechar o set, empatando a partida.

O terceiro parcial começou com o Vitória a perder. Ou melhor, mesmo antes de se iniciar, já o Benfica seguia na frente com 1-0. É que o árbitro de Lisboa admoestou Carlos Moreno com um cartão amarelo que desnorteou a nossa equipa. Mais ainda quando depois, deu ordem para o Benfica servir, sem que ninguém tivesse ouvido o necessário apito. A perder por 7-2 o Vitória não mais se encontrou, acabando derrotado por uns claros 16-25.

A perder o Vitória tinha mesmo de reagir e obrigar o Benfica a ir à negra. Foi isso mesmo que acontecer vencendo de forma clara o quarto set por 25-19.

Na negra a equipa encarnada começou melhor, com dois blocos importantes, que a levaram a ter vantagens de quatro pontos. Mas o Vitória, empurrado por um público que como sempre criou um verdadeiro inferno, aproximou-se e passou mesmo para a frente. Já nas vantagens e depois de três oportunidades para fechar o jogo e de mais um erro do árbitro – assinalou bola no bloco do Vitória, quando na verdade, e as imagens da TV provam-no, o remate do benfiquista foi directo para fora -, Fernando Costa rematou para fora, e na resposta o Benfica não perdoou, acabando com a invencibilidade vitoriana, e dessa forma isolando-se no comando do nacional A1.

  Categories: