Conquistadores dourados no topo da Europa – Dia 5 (FOTOS)

Orgulho tremendo! Ao quinto dia do Europeu de Kickboxing, os Portugueses conquistaram três medalhas de Ouro e cinco medalhas de Prata. O grande destaque recairá naturalmente nos 2 atletas Vitorianos, Susana Rosa e Fernando “Zenga” Machado que se sagraram campeões Europeus. Vítor Moura conquistou um prestigiante segundo lugar na sua primeira experiência europeia.
As finais envolvendo atletas Nacionais ficaram guardadas para o último dia de competição. O Vitoriano Vítor Moura foi o primeiro a combater, tendo pela frente um atleta Russo que lhe infligiu um KO no segundo assalto. A tarefa era complicadíssima mas o jovem Vimaranense deu boa conta de si, deixando excelentes perspectivas para um futuro próximo. Seguiu-se Gisela Conceição que também não conseguiu derrotar uma atleta Russa, tendo-se ficado pela conquista da medalha de Prata.

Catarina Valério foi a primeira a conquistar o Ouro neste Europeu. Com uma excelente postura em todo o combate, a Portuguesa dominou completamente a sua oponente Búlgara, sagrando-se assim Campeã Europeia. Foi a primeira explosão de alegria no Multiusos de Guimarães.

Susana Rosa, atleta Vitoriana, teve pela frente uma Israelita que conseguiu sempre equilibrar o combate. Foram três assaltos duros, onde Susana deu tudo. O sonho de vencer diante do seu público foi mais forte que tudo o resto e foi com toda a justiça que no final do combate, Susana se sagrou Campeã Europeia. Era a primeira Vitoriana do dia a conquistar tal proeza. O Multiusos abanou. A nossa menina mereceu!

“Zenga”, aquele que não precisa de qualquer apresentação, foi o quinto Português a combater. Tremendamente apoiado por toda a comitiva e por todos os adeptos presentes, Fernando Machado teve pela frente um atleta proveniente de uma das maiores potências mundiais da modalidade, a Rússia. Combate duro. Foram três assaltos bastante divididos, porém “Zenga” teve uma ponta final memorável. O Campeão do Mundo procurou dentro de si aquilo que só os Campeões possuem e tornou inevitável a decisão dos juízes. Mais uma! O Vitoriano somava o título de Campeão da Europa ao de Campeão do Mundo anteriormente conquistado. “Zenga”, com uma personalidade extrovertida e por isso provavelmente um dos atletas mais acarinhados por toda a comitiva Lusa, provocou um autêntico terramoto no pavilhão Vimaranense. Todos queriam saudar o Campeão! O nosso Campeão…

Três medalhas de Ouro em três combates consecutivos. Saldo fantástico para a Selecção Nacional. Porém, os restantes combates não correram de feição para os Portugueses. João Marques não chegou a combater devido a lesão. O seu oponente Russo tornou-se assim Campeão Europeu. José Reis saiu derrotado do combate contra um atleta Bielorrusso, sagrando-se assim vice-Campeão Europeu. Nino Évora foi o último Português a subir ao ringue tendo perdido por KO contra um adversário Ucraniano.

O último combate Luso ficou marcado por um episódio lamentável. O Ucraniano insultou a comitiva Portuguesa após ter vencido Nino Évora, tendo provocado a ira de alguns atletas Nacionais. Porém, o assunto ficou resolvido com alguma diplomacia de parte a parte. Pelo menos, era o que todos pensavam. Engano puro… O Ucraniano subiu, sozinho, todas as escadas que davam acesso à bancada onde estava instalada a comitiva Nacional assim como diversos apoiantes Vimaranenses. Erro tremendo do atleta estrangeiro que imediatamente foi “neutralizado” pelos Portugueses. Resultado? Uma ida ao hospital e a perda da medalha de Ouro conquistada contra Nino Évora. Justiça Vimaranense…

Finalmente, e de modo a encerrar o evento, literalmente, com chave de Ouro, o hino Nacional tocou por três vezes. Momentos sempre emocionantes que comoveram todos os Portugueses presentes no Multiusos de Guimarães. Subiu primeiro ao pódio Catarina Valério, seguiu-se Susana Rosa e por último Fernando “Zenga” Machado.

Os novos Campeões da Europa!

A Selecção Nacional alcançou um espectacular 2º lugar por equipas, apenas atrás da fortíssima Selecção Russa. O balanço final regista 22 medalhas conquistadas, sendo três medalhas de Ouro, cinco medalhas de Prata e catorze medalhas de bronze.

Em entrevistas exclusivas ao portal da Associação VitóriaSempre, os medalhados Vitorianos e o Seleccionador Nacional exprimiram o que lhes ia na alma neste momento inesquecível.

Susana Rosa

A Campeã Europeia, Susana Rosa, lembrou a maior conquista da carreira tendo como pano de fundo a sua Cidade e o seu público. Os olhos da atleta não conseguiam disfarçar a tremenda alegria que lhe invadia a alma, após um combate muito difícil mas que Susana nos confidenciou lhe ter corrido de feição. A nossa Campeã dedicou o triunfo ao Seleccionador Nacional Alberto Costa, aos seus companheiros de treino, ao namorado, à sua família e a todos aqueles que a apoiam diariamente. Com a humildade característica dos grandes Campeões, Susana Rosa, fez questão de frisar que esta era uma conquista de todos.

Fernando “Zenga” Machado

Fernando “Zenga” Machado, Campeão da Europa e do Mundo, começou por brincar com todos os títulos conquistados, segredando que estaria a “fazer uma mina de Ouro”. O nosso Campeão deu os parabéns ao oponente Russo pela forma como se bateu durante todo o combate. Na perspectiva de “Zenga” não venceu necessariamente o melhor, mas sim aquele que teve mais vontade de vencer. Mais uma vez, a humildade só ao alcance dos maiores. Fernando Machado deu grande importância às indicações que o Seleccionador Nacional lhe foi transmitindo ao longo do combate e que o ajudaram a levar a melhor sobre o Russo. Após ter ganho tudo o que havia para ganhar, “Zenga” brincou sobre qual seria o seu próximo objectivo. O Campeão, entre bastantes sorrisos, disse-nos apenas… “Arranjar emprego”. A dedicatória final manteve-se para o irmão aniversariante, promessa realizada antes do início do Europeu.

Vítor Moura

Vítor Moura, vice-Campeão Europeu, estava naturalmente triste por não ter alcançado o Ouro, mas feliz por uma prestação acima de todas as expectativas. Prata com sabor a Ouro, no entender do nosso atleta que no início da temporada não estaria à espera de tremenda conquista. Após se ter sagrado Campeão Nacional, Moura está consciente que tem tudo para continuar a evoluir e garante que na próxima temporada tentará subir ao mais alto degrau do pódio. Dedicatória especial para a mãe e obviamente para todos aqueles que o apoiam.

Alberto Costa

Alberto Costa, Seleccionador Nacional e treinador da secção de Kickboxing do Vitória Sport Clube, lembrou todas as dificuldades que antecederam a organização deste Europeu, tendo inclusive o evento estado em risco de não se realizar. O balanço efectuado é tremendamente positivo, pois Portugal estava habituado a conquistar apenas uma ou duas medalhas neste tipo de Competições. No entender de Alberto Costa, dificilmente voltaremos a conquistar 22 medalhas num único Europeu, sendo portanto esta uma Competição para mais tarde recordar. O Seleccionador Nacional realçou o facto de, das três medalhas de Ouro conquistadas, duas serem provenientes de atletas Vitorianos, bem como a adesão do público Vimaranense ao enorme Multiusos. Próximo grande objectivo será o Campeonato do Mundo que se realiza no próximo ano.

Resultados finais do Campeonato Europeu de Kickboxing 2008:

Medalha de Ouro

Susana Rosa (Vitória SC)

Fernando “Zenga” Machado (Vitória SC)

Catarina Valério

Medalha de Prata

Vítor Moura (Vitória SC)

Gisela Conceição

Miguel Marques

José Reis

Nino Évora

Medalha de Bronze

Domingos Cunha
Pedro Matos
Nuno Correia
Rui Garcia
Pedro Koll
Vítor Coimbra
Gil Silva
Diogo Neves
Humberto Évora
Sónia Pereira
Ana Tomé
Catarina Lopes
Carla Silva
Cristiana Leão

A Associação VitóriaSempre acompanhou de perto os cinco dias do Campeonato Europeu. Sentimos a cada momento o pulsar de toda a comitiva Lusa. Realizamos reportagens, noticiamos e entrevistamos todos os protagonistas sem esquecer a vertente multimédia dos grandes momentos da competição. É com inegável orgulho que damos por concluída a cobertura mediática de mais um evento internacional onde o emblema Vitoriano e a Bandeira Nacional saíram largamente prestigiados. No entanto, é justo salientar, que todo este acompanhamento só foi possível devido à tremenda simpatia de todos os atletas e responsáveis directivos. Ainda assim, permitam-nos uma palavra final que julgamos ser perfeitamente compreensível, para os Guerreiros Vitorianos. Os nossos Campeões. Todos, sem excepção, honraram de forma brilhante o emblema do Rei.

Vocês são o nosso orgulho… Muito Obrigado!

  Categories: