Desconcentração e arbitragem derrotam o Vitória

Mais uma ocasião em que a equipa do Vitória não foi feliz. Na nave municipal de Espinho o Vitória foi derrotado por 3-1 com os parciais 26-28 ; 25-15 ; 25-18 e 25-22. Esta foi a quinta derrota nesta segunda fase. Um misto de desconcentração (a partir do segundo tempo técnico do segundo pacial) com algumas decisões polémicas da arbitragem desfavoráveis à equipa branquinha ditaram este desfecho.

A surpresa na formação inicial da equipa de Nuno Coelho foi a inclusão de Francisco Fabião, um dos vinte e quatro pré-convocados por Juan Diaz para a seleção nacional que vai disputar a liga mundial. Foi um dos atletas que auxiliou ao bom arranque do Vitória no jogo. Vantagens favoráveis no primeiro tempo técnico: 6-8 e no segundo: 13-16. Com Chê em pleno destaque no remate o Vitória liderava o marcador. Após a segunda paragem técnica o Sporting de Espinho virou o sentido de jogo e conseguiu passar para a frente do marcador: 19-18. A partir daí o Vitória pegou de novo no jogo e esperava-se pelo triunfo no set inicial quando o placar marcava 20-23. Nesta altura a equipa de João Brenha reagiu e com a ajuda da arbitragem conseguiu nivelar o jogo. Com 21-23 a dupla de arbitragem muda a decisão de atribuição do ponto e permite o 22-23 à equipa da casa. A equipa do Vitória ressentiu-se um pouco contudo conseguiu fechar a seu favor o parcial por 26-28. Triunfo justo da melhor equipa em campo.

A exibição positiva vitoriana continuava(com bons contributos de Nelson Brízida e Evandro) no segundo set porém só durou até ao primeiro tempo técnico: 8-6. A partir deste ponto a equipa branquinha quebrou. Aos 13-8 Nuno Coelho faz parar o jogo mas tal não surtiu efeito. O bloco espinhense fazia mossa parando os remates de Chê. Segundo tempo técnico com 16-11. A equipa vitoriana mais não se reencontrou até final de set favorável aos companheiros de Miguel Maia por 25-15.

O terceiro parcial começa de forma insólita, com um amarelo a Francisco Fidalgo. O Sporting de Espinho aproveita e ganha vantagem. O oitavo ponto a favor da equipa da casa surge no seguimento de nova penalização desta feita a Kibinho. Primeiro tempo técnico: 8-3. O Vitória continuava a não conseguir parar as investidas de Rodolpho Novaes. Com a nossa equipa a não conseguir reagir depressa chegou-se ao segundo tempo técnico com 16-7. Logicamente a equipa da casa limitou-se a gerir o resultado. O Vitória conseguiu dar um ar de sua graça e ainda conquistou alguns pontos. De salientar algumas decisões estranhas da dupla de arbitragem que naturalmente afetaram a equipa vimaranense. Terceiro parcial fechado com 25-18.

Com 2-1 o ânimo estava mais pesado. No quarto parcial o Vitória continuou sempre atrás no marcador porém a espaços reagiu positivamente à desvantagem. Com cinco pontos de desnível no segundo tempo técnico: 16-11 sentia-se que o encontro estava decidido. A nossa equipa não demonstra a garra necessária e continuava com desacerto. Apesar disso, com várias jogadas começadas em bons serviços de Everton a equipa somou vários pontos, o marcador modificou-se de um 20-14 para um 23-21. A boa reação contudo não foi suficiente para o triunfo vimaranense já que a equipa de João Brenha travou as pretensões forasteiras. Set favorável ao Sporting de Espinho por 25-22 e final do encontro.

A dupla de arbitragem não fez uma boa exibição e prejudicou o Vitória várias vezes. Tal afetou claramente a equipa que se ressentiu. Notou-se também fragilidade psicológica e foi outro dos pontos que prejudicou a equipa. Infelizmente a equipa não conseguiu dar continuidade à boa exibição do primeiro set. Agora complicou-se de sobremaneira o objetivo de alcançar um posto mais acima na tabela. Próximo sábado há novo encontro em Guimarães frente ao Fonte Bastardo.

Resultados
Sporting de Espinho – Vitória: 3-1 ( 26-28 ; 25-15 ; 25-18 e 25-22 )
Leixões – Castêlo da Maia: 2-3 ( 25-22 ; 19-25 ; 15-25 ; 25-19 e 7-15 )
Fonte Bastardo – Benfica: 1-3 ( 29-31 ; 21-25 ; 25-16 e 15-25 )

Classificação – Todas as equipas com 7 jogos disputados
1º – Benfica: 20 pontos
2º – Fonte Bastardo: 12 pontos
3º – Castêlo da Maia: 12 pontos
4º – Sporting de Espinho: 12 pontos
5º – Vitória: 6 pontos
6º – Leixões: 1 pontos

  Categories: