Foi Bonita A Festa, Pah!

538733_10200346823946389_771540776_nFoi bonita a festa dos Vitória, em plena capital…

Poucas vezes um ideal uma equipa, um povo, uma cidade esteve tão presente num estádio de futebol português, como no Restelo.

Desde o primeiro minuto, que a atmosfera que se respirava deixava antever uma noite memorável…e assim foi! Nas bancadas um espectáculo inesquecível de dois mil vitorianos que a um dia de semana demonstraram, mais uma vez, serem incapazes de dizer que não à sua equipa! E como ela mereceu esse apoio, mesmo que a dados momentos não tenha jogado bem… mas teve raça, v0ntade, concentração e eficácia para liquidar um Belenenses que fez questão de demonstrar os atributos que fazem dele a melhor equipa da Liga de Honra.

E dessa alma, surgiriam dois golos de uma estrela cada vez mais cintilante no panorama vitoriano: Ricardo que com o pé direito e, pasme-se, com a cabeça na segunda parte deu a estocada final quando o adversário se agigantava e os corações vitorianos se apertavam!

Mas, não foi só Ricardo…Douglas faz, a cada dia que passa, esquecer Nilson… Alex, foi um capitão na verdadeira acepção da palavra… Paulo Oliveira, a cada dia que passa está cada vez mais a tocar o Olimpo dos grandes centrais, não falhando um lance… El Adoua, tem sido o complemento ideal desta jovem estrela… Luís, a confirmar que pode tornar-se um defesa esquerdo de muito bom nível, com raça, concentração e poder de antecipação…Olímpio, em momentos, parece encarnar a alma do Rei Afonso, tal a sua capacidade de sofrimento, a sua vontade de submeter o adversário, a sua capacidade de liderança…Tiago, poderia ter sido um pintor a pintar belas molduras a cada passe, a cada delinear de jogada… Barrientos, na genialidade de uma finta gelou o adversário…André, cada vez mais jogador de equipa…mais dínamo de um meio campo incansável…Baldé, um lutador incansável pela equipa!

Mas, acima de tudo, a certeza que estes heróis não caminharam, nem nunca caminharão sós…noventa minutos de apoio incessante e a certeza que vale a pena levar estes filhos de Afonso ao colo… e o Jamor está cada vez mais perto!

  Categories: