João Alves não deixa saudades

João Alves chegou a Guimarães na época em que o Vitória regressava à I Liga.

Sob a batuta do mestre Cajuda, o transmontano nessa época mostrou toda a qualidade que fez dele, à época, um dos mais apreciados médios portugueses. E nessa primeira época seria fulcral na fantástica época do Vitória.

Porém, lentamente, o seu futebol deteriorar-se-ia… aos poucos, as virtudes de ser o box-to-box que o clube precisava foram-se perdendo…e só mesmo, o estatuto de capitão de equipa e de tentar dar tudo que tinha dentro de si pelo emblema, o faziam ser opção a ter em conta.

Acabaria por partir, com a certeza que o seu sucessor (André André) não o faria chorado… e prova disso, a votação dos foristas, que na sua maioria, consideraram que não deixou saudades.

Veredicto: Não deixa saudades