Luciano Amaral não deixa saudades… [VÍDEO]

Luciano Amaral chegou a Guimarães no ano do retorno do Vitória aos mais altos voos do futebol nacional, após uma época de inferno.

Com a necessidade de reforçar a equipa, Manuel Cajuda deu luz verde para a contratação do lateral brasileiro, que chegou cheio de boas referências. E verdade seja dita, o brasileiro apesar de visivelmente ser um jogador com défices na sua formação de futebolista, contribuiu com o seu esforço para uma das mais brilhantes épocas da história do Vitória.

E, apesar de ser um defesa esquerdo que nunca conseguiu libertar-se da mediania podia ter o seu nome debruado a ouro na história vitoriana se um célebre conjunto de árbitros holandeses não tivesse escandalosamente anulado um golo a Roberto naquele horripilante jogo de Basileia, já que a jogada (de excelência) foi do esquerdo brasileiro que realizou um centro teleguiado para o seu compatriota.

Mas, estes fogachos seriam quase únicos em épocas que o camaronês Momha sempre pareceu um jogador mais sólido e mais completo que o canarinho, que haveria de partir para voltar mais recentemente para actuar no Gil Vicente, até se lesionar gravemente.

Ficam, porém, na memória, as suas cambalhotas de felicidade aquando da obtenção do terceiro lugar pelo branquinhos…e essa será a recordação mais aprazível do brasileiro, que atendendo a isso não deixa saudades à maioria dos foristas.