O Título É Nosso!

1146708_10200275130428004_1650857056_n

Perdemos a Supertaça Cândido Oliveira…por três bolas a zero…é um facto e perder há-de custar sempre, ainda para mais fruto de desatenções individuais e colectivas.

Mas, verdade seja dita, ontem demonstramos o que já houvéramos mostrado naquele fim de tarde de 26 de Maio, no Vale do Jamor… que o orgulho vitoriano foi recuperado depois de anos de atrocidades feitas por alguém que não queria o bem do clube… Com SAD, sem SAD, concordando-se ou não com as opções de Júlio Mendes na secretaria ou Rui Vitória no campo, a verdade é que ontem, em Aveiro, demonstramos a nossa força…

Essa não estará no campo, não estará nas forças ocultas que por vezes decidem jogos e/ou campeonatos…está, simplesmente, no imenso amor que os vitorianos dedicam à sua equipa durante o ano todo e com uma intensidade suplementar em qualquer jogo…e se as más-linguas diziam que só ganhamos ao Benfica nas bancadas porque o jogo nos correu de modo favorável, o que dizer de ontem? Será que haveria, alguém, em Portugal que a perder por três bolas a zero reagiria deste modo e apoiaria da forma vibrante o seu clube calando totalmente a claque vencedora?

Nas bancadas, confirmou-se o primeiro campeão do ano: o título de melhores adeptos do mundo é nosso e cada vez se confirma mais que onde tu fores eu vou…seja a ganhar seja a perder, só por ti lá estou…” Esse título ninguém, já, nos tira…