Passivo do Vitória ascende a 23 Milhões…E Conselho Fiscal Quer Responsabilizar Emílio!


O passivo do Vitória ascende a 23 milhões de euros segundo o Relatório e Contas apresentado, hoje, no sítio do clube pelos órgãos sociais.

Num documento arrasador para a anterior direcção de Emílio Macedo da Silva, os sócios vitorianos ficam a saber que o passivo do clube na época 2010/2011 aumentou em cerca de oito milhões de euros de um ano para outro. Para isso contribuíram os altos salários pagos a atletas sem que desportivamente se vislumbrasse porquê (Saucedo, Molina), as avultadas comissões pagas empresários.

Além disso, o facto de o Vitória ter deixado de pagar a alguns credores, enquanto outros têm a contabilidade em dia, adensam as suspeições sobre a gerência de Emílio Macedo da Silva, que segundo o parecer do Conselho Fiscal investiu em elementos desnecessários que em muito oneraram o clube.

Além disso, realça o Conselho Fiscal o clube só não está em falência técnica devido às reavaliações, sendo que se o clube não conseguir realizar entradas nem o PEC o salvará.

Por essa razão,no seu parecer, que termina que dizendo que, apesar de tudo, o Relatório deve ser aprovado, propondo que se faça uma auditoria às contas do Vitória para coligir meios de prova que possibilitem a responsabilização civil e criminal de quem colocou o Vitória nesta situação.

  Categories: