Pela Verdade Desportiva!!!

A equipa de arbitragem bem tentou, mas o Vitória foi mais forte, e conseguiu dar a volta ao marcador e chegar ao segundo lugar da tabela classificativa.

O primeiro golo do Sporting, até que mereça dúvidas na posição regular ou não do jogador da casa, uma coisa é certa, o jogador está fora de jogo, e o fiscal de linha muito mal posicionado.

No segundo golo, uma palhaçada monumental, digna de qualquer número circense na melhor companhia mundial. Tal e qual o ilusionista, o mesmo palhaço que validou a posição irregular no lance do primeiro golo, valida desta vez uma golo, onde a bola nem de perto nem de longe entra na baliza de Nilson. Mas antes, o nariz vermelho pertence ao substituto de Elmano Santos, que vê Nilson ser autenticamente atropelado na pequena área, como é perfeitamente visível, na imagem em cima, qualquer uma destas duas situações.

Certo também é que o Vitória esteve muito apagado, Edson, Edgar, Toscano e companhia, não fizeram muito para que o resultado fosse diferente…

Manuel Machado não foi feliz nas escolhas iniciais, e continua a fazer entrar no onze inicial, jogadores que já mostraram antes que não devem, nem querem figurar no onze inicial.

O Sr. Vítor Pereira deverá agora vir a público analisar este jogo, e pedir desculpas a todos os adeptos Vitorianos. E a Liga Portuguesa de Futebol Profissional, deverá criar uma liga própria para os três ditos “grandes”, e outra para todos os outros clubes, talvez assim a verdade desportiva seja reposta.

Uma vez que certamente a direcção do Vitória nada fará, pelo menos, nada de concreto e digno de protesto, sugiro aqui que todos os Vitorianos e não só, todos os adeptos dos clubes a quem os pseudo-jornalistas nacionais não chamam de grandes, se insurjam contra todas estas atrocidades no futebol nacional… Vamos acabar com a palhaçada…

VERDADE DESPORTIVA JÁ!!!!


Quanto ao jogo em si, depois dos dois pseudo golos do Sporting, Maniche viu o vermelho directo por clara agressão a Rui Miguel. Tiago Targino, regressou à competição em grande, fez os dois golos do empate. Na segunda parte, após a saída de Edson, e entrada de Rui Miguel, o Vitória cresceu, e dominou o jogo, claramente controlado pelo Sporting até então.

Depois da expulsão de Maniche, o Sporting não conseguiu segurar o Vitória, e depois do empate, Bruno Teles, a dois minutos dos noventa, fechou a contagem…

Não perca em breve a reportagem fotográfica…

  Categories: