[QCT] Mensagem de Luís Vieira e de Luís Cirilo!

Mais um dia que chegou ao fim. Já sentes aquele nervosismo meúdinho? Acalma-te!

Para começar, uma citação que deve estar na cabeça de todo o plantel de Rui Vitória: “Solidários, seremos união. Separados uns dos outros seremos pontos de vista. Juntos, alcançaremos a realização de nossos propósitos”. Bezerra de Menezes diz-nos que ao funcionar como um conjunto conseguiremos alcançar o nosso objectivo. Dia 26, se todos estivermos focados no mesmo objectivo e com o mesmo querer, de certeza que iremos trazer do Jamor, a Taça de Portugal.

Hoje, quem nos irá deixar uma mensagem de apoio há equipa é Luís Vieira e Luís Cirilo. Luís Vieira é um humorista vimaranense e sócio do Vitória. Luís Cirilo é o ex-vice presidente para a área do desporto e das modalidades da direcção de Júlio Mendes.

Em primeiro lugar, leias as palavras de Luís Vieira. Um homem que sente o Vitória e o dinamiza em todo o lado.

Não posso dizer que sou do Vitória desde pequeno porque infelizmente já torci pelo Benfica e pelo Sporting ! Se bem que isso não interessa muito, visto que os meus pais não se conhecem desde pequenos e estão casados há mais de 25 anos ! Mas o que interessa é que aprendi com os meus erros e agora amo o clube da minha cidade ! Amar até é pouco, acho que deviam inventar outro verbo para classificar o que sinto por este clube que me leva ao estádio todos os jogos, este clube que me põe a chorar mais vezes do que a rir, este clube que desde à muito tempo merece uma taça ! Eu e os meus amigos acreditámos que essa taça que tanto esperámos chegue este ano a esta cidade que respira Vitória, acredito que é este ano, o suposto ano em que íamos descer mais uma vez, que vamos finalmente encher o Toural e gritar bem alto como só nós sabemos o nome do nosso Clube ! Força Vitória !

Agora leia as palavras de Luís Cirilo, homem muito ligado ao Vitória e que conhece muito bem esta equipa.

PARA GANHAR
Numa feliz fotomontagem da AVS transformou-se uma vulgar paragem de autocarro numa “paragem vitoriana” rumo á final da taça de Portugal.
O título é “Próxima Paragem Jamor”.
E é verdade.
É a próxima e a ultima, aquela onde depois de lá se chegar só se pode pensar em ganhar.
Recordo bem as paragens anteriores.
Primeiro aquele calmo jogo com o Vilaverdense e a goleada que pese embora a modéstia do adversário sempre moralizou pelo volume de golos.
Depois…bem depois começou o sofrimento.
Em Setúbal após um empate a dois golos, com alternâncias no marcador, a vitória por 5-3 nas grande penalidades com uma eficácia a 100% na marcação e Douglas a brilhar nas defesas.
E um grupo determinadíssimo a seguir em frente.
A seguir o Marítimo.
Empate a um golo e vitória por 5-4 nas grandes penalidades.
Outra vez 100% de eficácia, um Douglas enorme e um grupo determinado e capaz de sofrer em nome de um objectivo.
Lembro bem a alegria no balneário após os triunfos em Setúbal e no Funchal.
“Sentia-se” que aquela equipa podia chegar ao Jamor.
E queria muito atingir essa última “paragem” da prova.
Mais sofrimento, e que sofrimento, com o Braga.
Vitória por 2-1 e uma equipa que soube jogar quando era para jogar e sofrer quando era para sofrer.
E aí sentiu-se, com todo o respeito pelo Belenenses, que o Jamor já não escapava aquela equipa pela qual muitos não davam nada no início das eliminatórias.
Ultrapassado o Belenenses chegamos ao Jamor.
Com classe, com mérito, sabendo jogar e sabendo sofrer.
É essa receita para trazer finalmente a taça para o nosso museu “Edmur”.
Esquecer o passado recente e remoto, esquecer os jogos com este adversário para o campeonato e as finais de taça que já jogamos com outros adversários.
Este é um novo desafio e uma nova oportunidade.
O desafio de uma equipa jovem e maioritariamente portuguesa, onde os estrangeiros parecem da casa tão integrados que estão e tão vitorianos que já são, marcar um ponto de viragem no nosso futebol e provar que o caminho certo é o que está a ser traçado pelo Vitória.
Uma nova oportunidade de dar a uma massa associativa inigualável o triunfo e a alegria que há tantos anos merece e tantas vezes lhe tem escapado seja pelo destino seja por outras razões que de desportivas nada tem.
O clube tem palmarés e títulos nacionais no voleibol e no basquetebol.
Agora é a vez do futebol contribuir ganhando a taça.
Porque é com títulos ,e não com estatísticas de finais perdidas, que se constrói um palmarés á altura da nossa ambição.
E eu acredito profundamente que domingo verei Alex, Olímpio e Douglas os nossos capitães de equipa a levantarem a taça no estádio do Jamor.
Porque conhecendo-os e conhecendo o grupo sei que …SIM VOCÊS PODEM!

Continue a seguir esta rúbrica. Temos ainda algumas mensagens que não vai querer perder! Força Vitória!