Quinto Lugar….

VITORIA  DE GUIMARAES

Nem os mais optimistas, em Agosto passado, acreditariam que o Vitória chegasse a quatro jogos do fim do campeonato em quinto lugar e, ainda, na final da Taça de Portugal.

Porém, a verdade é que hoje volvidos uns meses tal posição foi alcançada por um Vitória que de modo eficaz e pragmático venceu uma aguerrida Olhanense por duas bolas a uma, fruto de um bis de Soudani na primeira metade da partida, não obstante nesse período os algarvios terem tido as melhores oportunidades do desafio. Como se referiu, tais golos não reflectiram um domínio exacerbado no jogo, nem uma capacidade construtiva acima da média da equipa. Mas, quantos objectivos são alcançados com sofrimento, espírito de sacrifício e força de vontade?

E, principalmente, na segunda metade após o golo de Djalmir já depois de Baldé ter desperdiçado o golpe de misericórdia, o Vitória teve isso tudo…face à clara desinspiração que ia grassando na equipa os branquinhos cerraram os dentes e fizeram tudo para segurar um resultado que para além dos três pontos trouxe uma merecida recompensa: um quinto lugar que, no fundo, é uma merecida recompensa para uma equipa que, em cada jogo que passa, vai acreditando, cada vez mais, nas suas potencialidades e capacidades.

Segue-se, agora, o surpreendente Paços Ferreira, num final de campeonato em que os jovens vitorianos têm tudo para segurarem um honroso quinto lugar, antes do jogo de uma época e, talvez, o mais importante da história do clube, frente ao Benfica na sexta tentativa de vencer a Taça de Portugal.