Sábado não podes faltar

E pronto, chega o jogo que não se joga – ganha-se.

O jogo desta segunda-feira deixou-nos a todos extremamente satisfeitos. Fizemos uma parte final agradável, depois de 60/70 minutos com partes sofríveis. Ganhamos, num terreno tradicionalmente difícil, com alguma sorte e a cometer os mesmos erros de sempre.

É altura de acabar com os festejos e pensar no próximo – Braga.

De nada nos valerá no próximo sábado por volta das 20/21 horas pensarmos que ganhamos em Alvalade mas que perdemos ou empatamos com o Braga. Se me dessem a escolher eu trocaria uma vitória no sábado pela vitória de ontem.

Por isso, espero que os nossos jogadores estejam à altura dos seus adeptos, à altura da tradição deste clube (patente nos número abaixo) e que percebam qual o significado e aquilo que representa este jogo para todos os Vitorianos.

Eu exijo que o Manuel Machado não invente (na constituição da equipa), e acima de tudo, que os jogadores deixem sangue, suor e lágrimas no relvado. É isso que todos queremos.

Historicamente os números são claros:

  • Foram disputados no total 51 jogos para o campeonato principal envolvendo as duas equipas, em Guimarães.
  • O primeiro confronto, já tardio, ocorreu em 1947/48 – Fruto do “atraso” do Braga no acesso ao principal campeonato. O Vitória iniciou a disputa, como primeiro clube Minhoto na época 1941/42. O Braga atrasou-se 6 anos.
  • Existiram 4 interrupções nos confrontos. Em 55/56, 56/57, 57/58 e 06/07 o Vitória esteve na segunda divisão, enquanto que o Braga esteve relegado da principal competição Portuguesa nas épocas de 56/57, 61/62, 62/63, 63/64, e entre 1970 e 1975, regressando apenas na época 1975/1976. O Vitória esteve 4 vezes afastado da liga principal, o Braga 9.
  • Dos 51 jogos disputados o Vitória ganhou 34.
  • O Braga consegui ganhar 5 vezes em Guimarães em toda a sua história. Ocorreram nas épocas 64/65, 75/76, 78/79, 84/85 e 05/06.
  • O Braga disputou o primeiro campeonato na época de 47/48 e ganhou pela primeira vez em Guimarães 17 anos depois, em 64/65.
  • Curiosamente, o Braga desceu de divisão 3 vezes neste período entre 47 e 2010. Em duas dessas descidas esteve 3 e 5 épocas afastado da primeira divisão, respectivamente. Em ambos os regressos, conseguiu outras tantas vitórias em Guimarães, curiosamente os dois primeiros triunfos – épocas 64/65 e 75/76.
  • Nos 51 jogos disputados registaram-se 11 empates.
  • O Vitória marcou no total 95 golos nos 51 jogos disputados. O Braga conseguiu marcar 36 golos.
  • O Vitórias marcou 4 ou mais golos em 60/61, 65/66, 68/69, 80/81, 85/86, 86/87, 94/95 e 98/99, respectivamente 4-1, 6-2, 5-0, 5-0, 5-3, 4-0, 4-2 e 5-1.
  • O Braga esteve 21 anos sem ganhar em Guimarães – entre as épocas 84/85 e 2005/2006.
  • Da década de 80 até aos dias de hoje, o Vitória ganhou 18 vezes, perdeu 2 e empatou 9.
  • Na última década, desde 2000, a melhor fase de sempre da história do nosso rival, o Vitória ganhou 6 jogos, perdeu 1 e empatou 3.

Analisando a história do ponto de vista matemático:

  • O Vitória tem 67% de probabilidade de ganhar o jogo.
  • O Braga tem 10% de probabilidade de ganhar.
  • A probabilidade de um empate é de 22%.
  • A probabilidade do Vitória marcar pelo menos um golo é de 82%.
  • A probabilidade do Vitória marcar apenas 1 golo é de 33%.
  • A probabilidade do Vitória marcar mais do que um golo é de 49%.
  • A probabilidade do Vitória não marcar nenhum golo é de 18%.
  • A probabilidade do Braga não marcar é de 51%.

Ou seja, quem é que não arrisca numa vitória do Vitória?

Mais uma vez, espero que os responsáveis pela equipa – equipa técnica, direcção, jogadores mais antigos – consigam fazer ver aos restantes e principalmente aos que vão jogar, a importância deste jogo para os adeptos.

Declaro abertas as hostilidades. Vamos a eles!

Texto escrito por: ViToRiAs