Tondela VS Vitória (Antevisão)

601412_4673764727554_661324522_n

O Vitória desloca-se este Sábado a Tondela, de forma a jogar pelas 16h, frente à Equipa local, numa partida referente à 36ª Jornada, mas que foi antecipada para este fim-de-semana.

Para o jogo primordial frente ao Tondela, Luíz Felipe, conta mais uma vez com “reforços de peso” da Equipa principal (desta vez serão Alex, Ricardo e Marco Matias a juntarem-se a Freire, Bamba e João Ribeiro), o que vem dotar a Equipa B de uma maior qualidade, e experiência, detalhes muito importantes para este Vitória B, que vê a 2ª Liga entrar na derradeira fase da prova, e numa altura onde é imperioso vencer.

Em relação à Equipa (mais uma vez haverá muitas mudanças no 11 inicial) que deve evoluir este Sábado em Tondela, no setor defensivo, registar-se-à duas alterações em relação à ultima partida.

Assim na baliza, Assis vai regressar às redes da Equipa B, e no lado direito da defesa, o experiente capitão Alex, vai ser titular na formação de Luíz Felipe, ocupando o lugar ocupado por João Amorim no último jogo frente ao Feirense.

No restante da defesa, Freire e Vítor Bastos voltarão a jogar no eixo da defesa (foram cometidos erros na Feira, que não podem voltar a acontecer sob pena de penalizar a Equipa) e Káká vai ser novamente o lateral esquerdo.

Na zona intermediária, haverá mais uma alteração, com Bruno Alves a regressar à Equipa (vai substituir Josué), formando assim um duplo-pivô com Siaka Bamba (o costa-marfinense tem uma boa meia distância e esta situação podia ser melhor aproveitada, fazendo-se adiantar um pouco mais no terreno, passando Bruno Alves a fazer o equilíbrio defensivo).

Ainda na zona nevrálgica do terreno, João Ribeiro deve desempenhar as funções de médio organizador, tentando desta forma assumir a batuta do jogo do Vitória (é importante que o Vitória controle as operações a meio-campo, e tenha mais tempo a bola em sua posse, e neste contexto, João Ribeiro tem que “pegar” no jogo, e desequilibrar no último terço do terreno, criando linhas de passe para Ricardo e Marco Matias, que conseguindo ambos “embalar” nos corredores,  poderão desequilibrar a contenda a favor do Vitória).

Já na frente de ataque, Ricardo (a sua convocatória é surpreendente, até porque o Vitória tem já na 4ª feira uma partida muito importante em Belém, e ai será preciso um Ricardo ao seu melhor em termos físicos, o que pode não acontecer com o desgaste de puder jogar este Sábado) e Marco Matias vão jogar nas alas (como já se disse, os 2 extremos serão muito importantes no jogo deste Sábado, pois a qualidade de ambos pode decidir o jogo a favor do Vitória), e Tiago Almeida (a forma como segura a bola de costas  para a baliza, pode trazer melhorias à Equipa no seu processo ofensivo, pois pode permitir a subida da Equipa em bloco, e ter mais jogadores perto da área adversária) deverá voltar a ser titular, sendo a referência na área ( “estranham-se” as ausências de Jona e Machís, pois esta Equipa necessita de avançados que “façam” golos) tentando materializar em golos as oportunidades que o Vitória vai dispor na partida.

O 11 a apresentar por Luíz Felipe deve então ser o seguinte:

11

Pede-se a esta Equipa, que dê tudo dentro de campo ( é necessária a máxima agressividade e intensidade de jogo), e que possa fazer com que o Vitória regresse novamente aos triunfos, pois é fulcral que os 3 pontos sejam conquistados, com o grupo assim a partir para as últimas 10 finais com melhores índices motivacionais e de confiança.

Do lado do Tondela, orientado por Vítor Paneira, a Equipa passa pelo pior momento da temporada, pois vem de 5 derrotas consecutivas, ainda assim encontra-se num cómodo 13º lugar com 44 pontos, o que faz com que esteja com a manutenção praticamente garantida.

Vítor Paneira, tem colocado a sua Equipa a jogar em 1x4x3x3 (em algumas partes do jogo, pode passar para um 1x4x4x2 com um losango a meio-campo, e dois avançados na frente, um mais móvel o argentino Piojo e outro mais fixo, no caso o brasileiro Dyego Sousa), e os destaques na Equipa do Tondela, vão para Márcio Sousa (o vimaranense que passou parte da formação no Vitória, é o “cérebro” da Equipa, sendo um jogador muito forte nos passes de ruptura, e nas bolas paradas, pois tanto remata bem em força como em colocação), e para Luís Aurélio (o médio,  irmão de João Aurélio que também se formou no Vitória, tem feito uma excelente temporada, apontando até ao momento 7 golos na prova, muitos deles através de meia distância, detalhe onde é forte).

Só o triunfo interessa ao Vitória, por isso há que demonstrar dentro das 4 linhas( mais do que falar, é preciso demonstrar), que esse objetivo pode ser conseguido.

Conquistando os 3 pontos, o Vitória apenas dependerá de si, de forma a se manter na 2ª Liga.

Força Vitória, todos juntos conseguiremos!