Um ano cheio de história!

HJUKM,

2013 foi um dos anos senão o mais mais importante da nossa história…

Nova filosofia, redução de custos… Nova forma de gestão do futebol vitoriano. Foi um ano de crise para o clube. Foi ano de aposta na “prata” da casa. Com Júlio Mendes no comando de um clube em que os adeptos embora se tenham afastado um pouco nos últimos tempos, nunca o abandonam e deixam caminhar sozinho.

Janeiro foi um mês de definição de muitos pontos. Pelo menos no futebol. Jogadores que saíram (Toscano e Defendi) e para a CAN (Soudani e N’Diaye). Aposta na “prata da casa” (Paulo Oliveira, Tiago Rodrigues). É este o principal episódio que marca um mês bastante importante para o clube. 

O projecto da equipa B foi criado em 2012 mas foi talvez um dos projectos que mais ajudou o plantel de Rui Vitória. Com os resultados negativos que se obtinham JM muda o técnico da equipa B. Luiz Felipe treinador que iniciou cede lugar a Armando Evangelista (ex-FC Vizela) que já tinha orientado os juniores vitorianos. Na área do futebol 2013 fica marcado negativamente pela despromoção desta equipa.

O ano fica certamente marcado positivamente pela conquista da Taça de Portugal. Ganhamos ao Benfica, ao Braga e ao Belenenses num percurso duro até à final da Taça de Portugal. Tendo como pano de fundo Douglas que salvou muitas vezes a equipa de Rui Vitória. Contra o Braga e Belenenses em casa, criou-se um grande ambiente que empurrou a equipa para a vitória. Barrientos, Douglas (que já antes, noutras partidas tinha sido um “conquistador”) e Baldé foram os jogadores em maior destaque nas partidas. Em Belém Ricardo foi também o maior destaque ao apontar os dois golos vitorianos. No Jamor vencemos o Benfica por 2-1, onde aproveitámos vários erros do adversário. Várias lágrimas e berros de alegria foram deixados naquele vale. Foi sem dúvida um momento de alegria para todos aqueles que sonharam com aquilo durante anos. Ficou ali demonstrado a força das gentes vitorianas. Foi talvez quando ninguém acreditava que os “miúdos” se erguerem e pensaram para si: “Eles merecem! Não os  podemos desiludir!”. A todos eles resta-me a mim agradecer! Serão sem dúvida recordados para sempre!

Clique para ver todas as imagens.

Com esta conquista a equipa de Rui Vitória atingiu também a fase de grupos da Liga Europa.

Sem Título

Vencedores da Taça de Portugal de Basquetebol 2012/2013.

Nas modalidades a época termina com 3 finais da Taça de Portugal (Basquetebol, Voleibol e Pólo Aquático. Ambas as tarefas das equipas vitorianas eram difíceis. Mas a equipa de Fernando Sá mostrou que por vezes não é com o dinheiro que se criam grandes grupos. Em fafe no Pavilhão Municipal o Vitória venceu por uma diferença superior a 20 pontos o Benfica (a maior potência do Basket português).  Em Voleibol e Pólo Aquático as coisas também eram difíceis e mais uma vez ficou demonstrado que não são orçamentos que dão títulos. Mais uma vez ficou bem patente o espírito conquistador das equipas vitorianas. Todas elas merecem o nosso aplauso!

Em Agosto começou-se a preparar um nova época no clube. Com a presença da Liga Europa reforçaram-se vários sectores da equipa. Soudani, Ricardo, Tiago Rodrigues e Baldé são transferidos.

Sem Título

A época desportiva começa oficialmente com a derrota na Supertaça por duas bola a uma frente ao FC Porto num jogo que já se esperava complicado. Ainda assim esse jogo fica marcado na cabeça de qualquer vitoriano pelo enorme festival que se deu nas bancadas. Perdeu-se em campo mas venceu-se no relvado!

Já no final de Agosto a equipa de Rui Vitória perde por 4-1 com o Setúbal, obrigando JM a reforçar a equipa. É nessa altura que chegam Maazou, Malonga e André Santos. Na minha opinião andamos para trás quanto à filosofia que andávamos a aplicar.

No mês de Novembro acumulamos muitas derrotas e abandonamos 3 competições aonde estávamos inseridos. Nas modalidades estamos bem posicionados quer no Basket quer no voleibol. De assinalar a grande prestação da equipa de Basquetebol. O desejo deles é ter o pavilhão cheio. Que se cumpra esse desejo! Merecem…

Que 2014 seja um ano em que se cumpra aquilo que desejámos e que todas as gentes que vestem e servem o emblema do rei sintam como nós sentimos e que honrem e respeitem um clube com HISTÓRIA!

FORÇA VITÓRIA