Uma defesa à Vitória?

Treinador Rui Vitória

Treinador Rui Vitória

Um problema de falta de qualidade ou de falta de soluções?

No início da presente época, Rui Vitória contava com João Amorim, Pedro Correia, Kanú, Paulo Oliveira, Jean Pablo, Leandro Freire, Abdoulaye, Josué, Luís Rocha, Addy e Moreno que pode também ocupar o lugar de defesa central.  Pedro Correia chegava do Cortone de Itália. Abdoulaye chegava também, mas por empréstimo do FC Porto. Esta era uma defesa que apesar de apresentar algumas dificuldades dava garantias de qualidade. Mas as coisas não correram bem…

Pedro Correia que chegou esta época a Guimarães e que é bem conhecido do técnico ribatejano não estava a render aquilo que seria de esperar. João Amorim jovem mais internacional de sempre do Vitória nas camadas jovens da selecção ocupou o seu lugar. O jovem de 21 anos natural de Famalicão soube esperar pela sua oportunidade e agarrou-a com “unhas e dentes”. Ultimamente Pedro Correia alinha pela equipa B.

O mesmo aconteceu com Luís Rocha que entrou para o lugar do ganês David Addy que está em final contrato. Addy que ajudou na época transacta a erguer a Taça de Portugal tem estado mal esta época. Rui Vitória já o “encostou” várias vezes mas Luís Rocha também não correspondeu às expectativas sempre que foi chamado. 

No centro da defesa sempre se manteve Paulo Oliveira. Talvez o melhor do sector na opinião dos vitorianos. Falou-se que poderia estar de saída neste mercado de inverno, mas a transferência acabou por não se concretizar. Os interessados no jogador não estavam dispostos a libertar as quantias que o Vitória exigia pelo atleta.

No outro lugar foram várias as opções mas nenhuma pegou de estaca. Leandro Freire, Jean Pablo e Abdoulaye já abandonaram o clube. Abdoulaye era talvez aquele que dava mais garantias a Rui Vitória mas com os problemas de Otamendi no FC Porto, o central senegalês passou a ser mais uma das opções de Paulo Fonseca. Jean Pablo foi inscrito pelos vimaranenses já no fecho de Agosto mas nunca teve uma oportunidade na equipa principal tendo sido despromovido à equipa B onde fez vários jogos. O brasileiro Leandro Freire que após a expulsão de Abdoulaye em Olhão ocupou o lugar assinou com o Nacional da Madeira. O jogador estava em final de contrato e o Vitória acertou a rescisão com o jogador.

Já depois de um janeiro em que o Vitória perdeu 3 defesas Rui Vitória conta agora com: João Amorim, Pedro Correia, Kanú, Paulo Oliveira,, Josué, Luís Rocha, Addy e Moreno.

E cada vez mais dores de cabeça pela negativa terá o técnico vitoriano.

Kanú foi a aposta no primeiro jogo dos vitorianos após o final de janeiro. Num jogo contra o Nacional da Madeira o jogador saiu lesionado logo nos primeiros minutos da partida.

Mas e Josué? Começou a titular na Supertaça contra o FC Porto mas desde então nunca mais se ouviu falar do jovem de 21 anos. Nem sequer foi despromovido à equipa B onde poderia ter ajudado a equipa de Armando Evangelista a atingir a segunda fase do campeonato nacional de seniores. Em declarações à rádio Santiago o empresário do jogador disse que Josué está ansioso por uma nova oportunidade.

Apesar de tudo isto, esta época já se bateram recordes. Temos a melhor defesa da nossa história do século XXI. É verdade… Nenhuma outra equipa do VSC apresentou no séc. XXI, até à data, um registo de 13 golos sofridos à passagem da 16ª jornada…