Vitória 0 – N. Madeira 0 [fotos]

O Vitória não conseguiu levar a levar a melhor a recepção à equipa do N. Madeira esta tarde.

Num jogo em que existiram três equipas distintas em campo:

A primeira, a equipa visitante, que se diz querer lutar pela Europa, mas que mais parece lutar para não descer, tal é o anti-jogo praticado, que impede que qualquer espectáculo desportivo seja completamente anulado, com perdas constantes e desnecessárias de tempo, falsas lesões e eternidades perdidas nas substituições…

Depois a equipa de arbitragem, que mais uma vez esteve no seu melhor. Como já tem sido hábito nos jogos onde intervenham atletas com o D. Afonso Henriques ao peito, esta equipa não quebrou a tradição, e mais uma vez a dualidade de critérios, faltas em que se eram sofridas pelos Vitorianos, deixa seguir, se fosse ao contrário apito na boca… Ou até na conivência do anti-jogo praticado pela primeira equipa, ao não admoestar o guarda-redes por só ele perder largos minutos de jogo.
Caso para dizer que estas arbitragens são como o carvão, se não queimam, sujam…

Por último uma equipa que ainda está longe de, ao longo dos noventa minutos, levar os adeptos ao rubro, muito por culpa da constante falta de transições defesa ataque, e constante jogo para trás, mas que hoje tudo fez para ganhar o jogo, mas quer por culpa da equipa que vestia de amarelo, quer por culpa dos próprios finalizadores ou ainda do guarda-redes adversário, nunca conseguiram violar a baliza contrária.

O Vitória mostrou hoje, mais uma vez que tem jogadores que merecem muito mais a titularidade, caso de Rui Miguel, N’Dyaie, Jorge Ribeiro, e outros que não, que merecem ficar em casa, João Ribeiro, que hoje foi uma nulidade.

Na próxima jornada, o Vitória tem a sempre difícil deslocação ao S. Lisboa, e terá que mostrar muito mais vontade para trazer os pontos para casa…