Vitória – Académica (Antevisão)

Questão Técnico-Tática

Joga-se este Sábado no Estádio do Rei, a última jornada da Liga, com o Vitória a receber a Académica, que joga nesta partida a sua manutenção no escalão maior do futebol português.

Com o 6º lugar garantido, os Branquinhos, querem agora se despedir da prova, com mais um triunfo e adicionar mais 3 pontos aos 45 já conquistados, um registo pontual muito positivo, depois de todas as vicissitudes que marcaram a época que esta prestes a findar.

Para a partida deste Sábado, e comparativamente ao jogo na Vila da Feira, Rui Vitória, vai fazer duas alterações no 11, voltando João Paulo ao eixo da defesa, e colocando Nuno Assis no lugar de Toscano, que está castigado.

Ainda assim, e com esta alteração, o figurino tático da Equipa deve mudar, passando o Vitória a jogar em grande parte do jogo, num 1x4x4x2, com Edgar e Soudani na frente de ataque, com o argelino a deambular pelas faixas.

No quinteto defensivo, Rodrigo Defendi está lesionado, dando o lugar a João Paulo que regressa para o último jogo da época, após duas semanas de baixa por lesão.

Na zona intermediária, Leonel Olímpio, voltou a dar uma boa resposta, e vai manter a titularidade como médio de cobertura, até porque Pedro Mendes (podia ser o jogo da despedida?) está lesionado.

Também o marroquino El Adoua, continuará a manter a titularidade no miolo do terreno, apesar de ter jogado muito bem a última meia hora do jogo da Feira, como central, onde mostrou muita serenidade.

Ainda no meio-campo, Rui Vitória deve fazer alinhar de início, a dupla de criativos, Barrientos-Nuno Assis, com o experiente médio, a “cair” algumas vezes na faixa direita do ataque, e o uruguaio a assumir a batuta de jogo Vitoriano, ainda que possa haver trocas de posição entre os dois virtuosos centrocampistas.

Na frente de ataque, pelo segundo jogo consecutivo, jogarão a dupla Edgar-Soudani, que mostra se complementar muito bem, com o argelino a mostrar rapidez de execução, e o brasileiro a mostrar sempre muita entrega ao jogo e espírito de Equipa.

Na última partida da época, era importante o D.Afonso Henriques, apresentar uma boa moldura humana, ajudando os Branquinhos a derrotar o seu adversário, que como se sabe, hostiliza sempre o Vitória aquando das suas visitas ao seu Estádio.

Por isso, todos ao Estádio, apoiar o Vitória a conseguir os últimos 3 pontos da época!

Força Vitória e Vitória Sempre!

Adversário

Sistema Tático
O conjunto orientado por Pedro Emanuel, chega à última jornada a depender de si própria, para garantir a manutenção. Tudo isto, após o triunfo frente ao Setúbal, e a “ajuda” preciosa do Vitória na Feira.
No Estádio do Rei, é provável que o adversário do Vitória, jogue no habitual 1x4x3x3, defendendo com duas linhas baixas, e apostando em rápidas transições ofensivas, de forma a tentar surpreender os Branquinhos.

Pontos Fortes
* No lado direito da defesa, Cédric, é um lateral que sobe muito bem, causando desequilíbrios neste corredor.
* Zona intermediária, com boas individualidades, onde se destacam David Simão (forte meia distância), e Adrien Silva, um médio que joga de cabeça levantada, e que marca os ritmos de jogo da sua Equipa.
* Profundidade que Marinho dá no lado direito do ataque, e a largura que Diogo Valente (cruza muito bem) transmite no lado canhoto.

Pontos Fracos
* O central Abdoulaye, comete erros na abordagem a vários lances, sobretudo quando lhe são colocadas bolas nas costas, onde mostra debilidades no sentido posicional.
* Hélder Cabral, no lado esquerdo da defesa, tem dificuldades, quando se depara com um ala rápido, mostrando também fragilidades a fechar a zona central.
* A ansiedade vai-se apoderar na Equipa, pois é uma partida, onde muitas emoções podem acontecer em apenas 90 minutos.

  Categories: