Vitória Estreia-se Hoje… Com Muita Curiosidade!

Para hoje, pelas 19h45m, está marcada a estreia do Vitória.

Frente aos romenos do Brasov, orientados por Antonio Conceição, os vitorianos procurarão demonstrar que já assimilaram alguns processos, desde que no dia 22 de Junho viajaram para Quiaios.

E pese embora, as cerejas do bolo, leia-se Fernando Meira, Pedro Mendes e N’Djeng, ainda, não estarem presentes, a verdade é que este jogo traz em si expectativas que vão aumentando a cada dia que passa. Com efeito, o vitoriano é insaciável de bom futebol e as esperanças depositadas nos novos reforços vão aumentando gradualmente.

À cabeça, desde logo, o homem titular do maior investimento da história do Vitória: Barrientos. O médio organizador terá sobre si, logo, todos os olhos. Com efeito, as boas credenciais, pelo que se vai sabendo dos treinos, demonstradas precisarão de ser confirmadas no jogo… e desde Nuno Assis, que o Vitória não possui um playmaker de qualidade insofismável.

Um pouco mais à frente deste, ou inclusivamente a principiar o jogo em vez do uruguaio, Rui Miguel. O homem em que se depositam esperanças de um momento de magia… em que se acredita sempre, mas que tarda em elevar à potência todo o seu manancial de recursos…esperemos que hoje, seja o início de uma grande época para o senense!

E falando do municiadores, e não tendo, ainda, o camaronês N’Djeng,  que avançado utilizar? Edgar, esperando que os extremos o sirvam em consonância, ou um avançado mais móvel – Toscano, Targino, ou até mesmo Fábio Fortes – de modo a baralhar as marcações adversárias. Acreditamos, porém, que jogando em casa a aposta recairá num homem fixo de área e aí, sem dúvida, Edgar, pese o modo infeliz que terminou a transacta época, terá vantagem.

Outro atleta potencialmente titular, logo à noite, será o franzino Paulo Sérgio. É certo e sabido que o Vitória apresenta, ainda, uma grave lacuna na esquerda do ataque. E querendo Machado apostar num 4-2-3-1 com extremos bem abertos, em detrimento do losango do meio campo, essa pecha, ainda, é mais visível. Daí, o interesse em aquilatar da viabilidade da utilização do destro no flanco oposto. Ora, tal colocação, ainda que dificultando a sua ida à linha de fundo para cruzar, poderá permitir que execute diagonais causando desequilíbrios no último reduto… e de uma óbvia fraqueza, o Vitória poderá retirar uma inesperada mais valia.

Na direita, deverá actuar Faouzi, procurando demonstrar que os últimos indícios no pretérito campeonato correspondem à sua realidade enquanto atleta…agressividade, rapidez e técnica surpreendente, serão os atributos que brindou os vitorianos nas últimas exibições do transacto campeonato e que a partir de hoje se esperam ver repetidos.

Outra dúvida, centrar-se-à no duplo pivot a utilizar…partindo do princípio que, mesmo não sendo titular hoje, João Alves será indiscutível no esquema de Machado, sobrará um lugar. E lembre-se que, para além da saída de Cléber, os Conquistadores perderam a sua principal referência, nos últimos anos, no posto: Flávio Meireles. Deste modo, para o posto haverão quatro hipóteses para um lugar: Leonel Olímpio, Renan, Siaka Bamba e Dinis. Apostamos, claramente, que o primeiro será a aposta principal, pois Renan, ainda, demonstra encontrar-se inadaptado às rotações do futebol europeu e os outros dois jovens, apesar do muito talento inserto na sua ipseidade, ainda não estarão au point para arcarem com a tarefa de filtrarem o jogo ofensivo das equipas adversárias.

Na defesa, a dúvida residirá nos centrais. Neste momento são cinco, sendo que um neste momento, a não ser vendido, será indiscutível. Com efeito, a influência de João Paulo no último esteio vitoriano é por demais evidente, restando saber quem emparceirará com ele. Partindo do princípio que N’Diaye não jogará por estar numa fase embrionária da preparação e aceitando que Freire dará o lugar a uma das novas contratações, a dúvida encontrar-se-à instalada… Defendi ou Adoua? Pelo que se tem lido e mesmo pelas próprias declarações do brasileiro, demonstrando algum desconforto na adaptação ao tipo de futebol praticado, quase que apostaríamos que o marroquino está na pole-position para ser titular, na noite de logo.

Nas laterais, pela lesão de Bruno Teles, Anderson será indiscutível, esperando-se que principie a época tão bem quanto findou a transacta. Na direita, com Tony lesionado, a escolha óbvia seria Alex. Porém, o vimaranense encontra-se tocado e em dúvida, pelo que pelo observado há duas hipóteses: a adaptação de Bamba, ou o retorno de Marcelo Toscano à sua posição embrionária, sendo que facilmente poderá desempenhá-la.

Na baliza, apesar da qualidade demonstrada por Douglas, Nilson deverá continuar a merecer a confiança de Manuel Machado.

E com estes homens, espera-se que logo, dia 06 de Julho de 2011, seja o arranque para uma inesquecível temporada…A ver vamos!