Vitória – Paços (Antevisão)

Questão Técnico-Tática

Os jogos da Liga estão de regresso ao Estádio do Rei. Este Sábado, o Vitória conta com a visita do Paços de Ferreira, um clube que tem a tradição de fazer bons resultados na Cidade Berço, prova disso é o facto de já não conhecer o sabor da derrota à 17 anos. Será um jogo onde a Equipa Vitoriana tentará regressar aos triunfos, depois de, na semana passada, ter perdido na Madeira. É importante conquistar os três pontos, de forma a que o Vitória continue nos lugares cimeiros da tabela classificativa

Comparativamente a esse jogo com o Marítimo, Manuel Machado é forçado a fazer alterações no onze inicial. Alex está castigado e não poderá dar o contributo à Equipa. Pereirinha será o substituto de Alex no lado direito da defensiva.

No miolo do terreno são esperadas outras alterações no onze inicial.O médio defensivo brasileiro Clebér vai regressar a titularidade, substituindo Flávio Meireles por opção técnica.

Quem também irá regressar a titularidade é Marcelo Toscano, que nos últimos jogos não tem sido opção inicial. Tiago Targino na minha ótica também poderia jogar de início, pois traz mais velocidade e irreverência ao jogo ofensivo do Vitória.

O onze inicial para o jogo com o Paços poderá então ser o seguinte:

Adversário-Paços de Ferreira

A formação orientada por Rui Vitória está a fazer um campeonato tranquilo. Fora do seu reduto a equipa Pacense, apenas conseguiu um triunfo na Figueira da Foz por 1-2.Empatou ainda em Leiria e no Funchal contra o Marítimo. Os “Castores” são uma equipa muito organizada dentro das quatro linhas. No Estádio do Rei devem apresentar-se num 1-4-3-3, jogando no erro do Vitória e apostando nas rápidas transições ofensivas.

Inicialmente devem apresentar-se com Cássio na baliza. No quarteto defensivo a direita jogará Baiano um lateral ofensivo e que está a fazer uma boa temporada. O eixo da defesa deverá ser composto por Samuel e Bura, uma dupla que denota lentidão e falta de experiência. No lado esquerdo da defensiva jogará Jorginho um lateral lento, mas competente nas tarefas defensivas, e que fecha bem a zona central.

Na zona intermediária devem jogar três médios de contenção. Em frente aos centrais jogará o aguerrido Filipe Anunciação. O “pulmão” Leonel Olímpio e o possante, com remate fácil, André Leão completam o meio-campo. Na ala direita do ataque jogará Manuel José, um extremo com boa capacidade individual e um jogador muito “disciplinado” taticamente. No lado esquerdo jogará Pizzi um extremo veloz e tecnicista. A referência na área será o Venezuelano Rondón um avançado muito móvel.

Esperemos que o Vitória quebre este Sábado a malapata de não vencer os Pacenses em casa. Será importante que o “Inferno Branco” esteja mais uma vez presente em massa, de forma a empurrar os branquinhos para mais um triunfo.

Força Vitória e Vitória Sempre!
José Lafuente

  Categories: