Vitória-Sporting (Antevisão)

Questão Técnico – Tática

Após as emoções fortes da Taça de Portugal, a Liga está de regresso, e logo com um jogo grande no Estádio do Rei. Este Domingo, Vitória e Sporting medem forças na luta pelo 3º lugar. Perspectiva-se portanto um duelo emocionante e onde se espera que o futebol de qualidade possa imperar.

Os branquinhos, já tem presença assegurada na Liga Europa da próxima temporada, mas nas 6 jornadas que ainda faltam disputar, terá que lutar para conseguir ficar no pódio da Liga, até porque essa situação lhe poderá permitir entrar mais tarde na Liga Europa da próxima temporada.

A pressão de jogar no Vitória vai sempre existir, por isso mesmo com um dos objectivos já conseguidos para a presente época, os adeptos Vitorianos pedem agora à equipa para conseguir triunfos e terminar a época em beleza.

Para o jogo com a equipa Leonina, e comparativamente ao último jogo com a Académica, não se devem registar alterações no onze inicial. O maliano N’Diaye já se encontra disponível para regressar à competição, mas o excelente desempenho de Leandro Freire em Coimbra deve mantê-lo no onze.

Na zona intermediária é onde surgem as maiores dúvidas para o jogo com o Sporting deste Domingo. Ao invés de jogar com 2 médios defensivos no caso Clebér e Renan, é provável que para esta partida Manuel Machado apresente um meio campo mais ofensivo. Nesse contexto, é provável a inclusão do playmaker Rui Miguel em detrimento de Renan, tornando assim o meio campo mais dinâmico e menos de contenção. Ainda assim, não é de descurar a possibilidade de Renan, Clebér e Jorge Ribeiro continuarem no meio campo.

Na frente de ataque, é muito provável que a tripla constituída por Targino e João Ribeiro nas alas, e Toscano como “falso” avançado continuem como escolhas iniciais de Manuel Machado.

Este trio, tem estado bem na construção de jogo ofensivo, mas tem que ser mais eficaz na hora da concretização.

O Vitória deve jogar num 1x4x3x3 e apresentar o seguinte onze:

Adversário: Sporting

A Equipa leonina, agora orientada por José Couceiro chega ao Berço no 3º posto da Liga. Com mais uma época muito irregular o Sporting, espera manter o 3º posto da Liga, e esperar que o campeonato acabe rapidamente. Curioso, é que os leões apresentam melhores resultados fora de portas do que em Alvalade.
Para o jogo frente ao Vitória o conjunto leonino deve apresentar-se num 1x4x2x3x1, tentando defender bem e explorando as rápidas transições ofensivas.

A nível defensivo, e com excepção na baliza onde Rui Patricío tem feito boas exibições, o Sporting tem tido muitas dificuldades tanto na zona central como nas laterais. No eixo da defesa Carriço, Polga e Torsiglieri não tem sido regulares, e Evaldo no lado canhoto da defesa tem cometido muitos erros defensivos, ao dar muitos espaços aos alas contrários. Na direita da defesa João Pereira vinha sendo o mais regular, mas encontra-se lesionado, e será substituído este Domingo pelo experiente Abel.

No meio campo, e sem poder contar com os seus 2 melhores médios nos casos André Santos e Pedro Mendes, Couceiro deve apostar na polivalência de Nuno André Coelho, que fará assim dupla com o espanhol Zapater. A zona central do meio campo leonino é muito frágil, por isso o Vitória tem que aproveitar essa debilidade.

A assumir a tarefa de playmaker estará o chileno Matiaz Fernandez, um médio muito tecnicista e de remate fácil, mas que ainda não conseguiu mostrar o seu futebol na “Europa”.

Na frente de ataque, na direita a escolha deve recair no montenegrino Vukcevic, um jogador de grande qualidade, mas de temperamento difícil. Muita atenção às suas diagonais para o centro de terreno. Na esquerda o jovem Diogo Salomão deve ser o titular. É um jogador de drible curto, e de muito irrequietismo, dando sempre muito trabalho aos laterais contrários.

A referência na área será Postiga, que vem fazendo uma excelente época a nível individual. Postiga é um avançado de grande mobilidade, e que é muito inteligente nas desmarcações e na forma como “arrasta” os defesas.

Este Domingo, o “Inferno Branco” será muito importante no apoio aos branquinhos, que pretendem regressar aos triunfos. Com o Estádio do Rei repleto de Vitorianos, o triunfo ficará mais perto.

Força Vitória e Vitória Sempre!