Vitória triunfante frente às equipas açorianas

No jogo de estreia do novo distribuidor Cristóvão Silva o triunfo vitoriano foi claro. Os açorianos do Fonte Bastardo acabaram por não apresentar argumentos suficientes de forma a contrariar o ascendente do Vitória ao longo do encontro apesar de terem conseguido vencer um parcial.

O 1º set decorreu com algum equilibrio até ao 2º tempo técnico. Nesta paragem  o parcial era favorável à nossa equipa por 16-14. Foi então que surgiu uma série de portentosos serviços de Roberto Reis (que rubricou uma exibição bastante personalizada e de boa qualidade) que ajudaram a desnivelar o marcador. Com o placar em 21-15 o triunfo no set de entrada estava garantido, foi questão de controlo até os vitorianos fecharem o 1º parcial com 25-19.

Por esta altura as cerca de sete dezenas que presenciaram este encontro ficaram na expectativa de um triunfo sólido perante uma das melhores formações nacionais. No 2º set o jogo continuou dentro do mesmo tom sendo que os açorianos surgiram mais afoitos e provocaram mais dificuldades. Ainda assim, o Vitória não permitiu veleidades e levou de vencida o parcial por 25-21.

O 3º set foi o mais renhido do encontro. A equipa da ilha Terceira foi mais coerente em todos os predicados de jogo e conseguiu estar praticamente sempre na frente do marcador. Com 14-16 no 2º tempo técnico foi com surpresa que o resultado disparou até aos 14-19. Nesta altura surgiu uma reacção em força por parte do Vitória e essa acção permitiu com que o marcador ficasse igualado: 20-20. Uma reacção sem efeitos práticos já que não inviabilizou o triunfo açoriano no 3º set por 23-25.

O 4º set foi o mais curto de todo o encontro. De novo o Vitória pegou no controlo do jogo e com liderando com vantagem pontual larga de 4/5 pontos foi apenas questão de tempo até ao fecho do parcial por 25-18.

Nuno Coelho optou já este sábado por fazer alinhar o novo distribuidor e pela amostra dá a entender que é um atleta de bom nível e que realmente poderá trazer outra segurança à posição que ocupa. A equipa neste jogo demostrou consistência e teve um nível exibicional agradável. A destacar as belas exibições de Roberto Reis e Nelson Brízida. Gilson França igualmente teve uma acção importante no bloco.

De registar o regresso de Eurico Peixoto a Guimarães, agora a militar na equipa açoriana. Foi saudado por algum público aquando da sua apresentação e quando entrou em campo substituindo um colega de equipa. Não fez parte da equipa inicial contudo teve oportunidade de demonstrar as suas qualidades..

Este Domingo o Vitória somou o 2ª triunfo do fim de semana mas foi surpreendido pelo modesto Clube K. Só na negra os branquinhos conseguiram desfeitear a equipa açoriana que no jogo deste sábado tinha sido derrotada por um contundente 3-0 em Vila do Conde. Realmente os 2 parciais concedidos são surpreendentes. Dá que pensar estas oscilações exibicionais numa equipa que tem por objectivo vencer as competições em que está inserido.

Resultados de sábado:
Castêlo da Maia – Machico: 3-0 (25-11 ; 25-17 e 25-17)
Leixões – Marítimo: 3-1 (19-25 ; 25-21 ; 25-20 e 25-17)
Vitória – Fonte Bastardo: 3-1 (25-19 ; 25-21 ; 23-25 e 25-18)
Vilacondense – Clube K: 3-0 (25-12 ; 25-14 e 25-21)
Esmoriz – Benfica: 0-3 (14-25 ; 17-25 e 22-25)
Sp. Espinho – Académica de Espinho: 3-0 (25-15 ; 25-13 e 25-18)

Resultados de domingo:
Leixões – Machico: 3-0 (25-15 ; 25-17 e 25-18)
Castêlo da Maia – Marítimo: 3-0 (25-10 ; 25-17 e 25-19)
Vilacondense – Fonte Bastardo: 0-3 (20-25 ; 19-25 e 22-25)
Vitória – Clube K: 3-2 (22-25 ; 25-15 ; 24-26 ; 25-13 e 15-11)
Sporting de Espinho – Benfica: 3-2 (25-23 ; 25-19 ; 22-25 ; 28-25 e 15-12)
Académica Espinho – Esmoriz: 0-3 (19-25 ; 22-25 e 21-25)

Classificação:

1º – Benfica: 28 pontos/11 jogos
2º – Sporting de Espinho: 27/11
3º – Vitória: 26/11
4º – Castelo da Maia: 24/11
5º –  Fonte Bastardo: 23/11
6º – Leixões: 19/11
7º – Vilacondense: 16/11
8º – Esmoriz: 14/11
9º – Clube K: 9/11
10º – Académica de Espinho: 8/11
11º – Marítimo: 4/11
12º – Machico: 0/11

  Categories: