Vitória vence e ascende ao 2º lugar (fotos)

O Vitória recebeu hoje e bateu o Benfica, na jornada inaugural da 4º jornada da Liga Zon Sagres.

O jogo começou num ambiente de grande festa no estádio, com cerca de vinte mil adeptos presentes. O regresso ao Inferno Branco foi notório, e fundamental para a excelente vitória do Vitória…

Mas antes do respectivo jogo começar, já a organização de jogo estava colocada em causa, quando elementos da PSP, durante a revista aos elementos dos White Angels, lhes proibiram de entrar com os tubos das bandeiras e com algumas tochas de fumo… Coisa que não aconteceu no lado oposto do D. Afonso Henriques, quando os adeptos adversários entraram no estádio com os respectivos tubos, tochas de fumo e até petardos… De lamentar a dualidade de critérios da estrutura organizativa do jogo…

Depois do apito inicial de Olegário Benquerença, o jogo foi bastante repartido, com lances de perigo de parte a parte, mas foi o Vitória aos 16 minutos, depois de João Ribeiro recuperar uma bola perdida no meio campo, inicia o contra-ataque, coloca em Edgar, que foi espectacular, quer na forma como fugiu á defesa adversária, quer na forma como colocou a bola por cima de Roberto. Estava feito o primeiro, e as bancadas estavam como já não se via á algum tempo… ao rubro.

O jogo voltou ao mesmo dos primeiros quinze minutos, com um bom espectáculo de futebol (com excepção de Coentrão, que optou por ser actor em vez de futebolista). Até que à passagem da primeira meia-hora de jogo, após um canto cobrado por Carlos Martins, Nilson larga a bola e vê Saviola a anular a vantagem do Vitória. Um erro clamoroso de Nilson, que podia ter saído bastante caro…

Sete minutos depois, dá-se o caso do jogo, com os visitantes a pedir grande penalidade, por alegada falta de Ricardo sobre Aimar. Olegário Benquerença assim não entendeu e mandou seguir o jogo. Até ao intervalo, o Vitória adormeceu um bocado, e permitiu mais espaços, nomeadamente na zona de meio campo, local onde apareceu Carlos Martins, com um portentoso remate, com Nilson a fazer uma excelente defesa…

Pouco depois de iniciar a segunda parte, Manuel Machado fez acertos na equipa, e encontrou o jackpot. Retirou de campo João Alves e Edson e fez entrar Flávio Meireles e Rui Miguel.

Logo aos cinquenta e quatro minutos Bruno Teles de livre, marcado com muita força, obriga Roberto a uma excelente defesa.  O jogo continuou a um bom nível, com uma boa pratica de futebol de parte a parte, com mais incidência para os visitantes, até que, os que envergavam o Rei ao peito, criaram por diversas ocasiões, vários lances de perigo junto da baliza adversária, até que Bruno Teles tentou o golo, o guardião visitante defende e David Luiz atira para fora.

Era um bom prenuncio, para o que iria acontecer aos oitenta e dois minutos, depois de Peixoto ter perdido a bola para Bruno Teles, que centra com conta, peso e medida, Rui Miguel antecipa-se a David Luiz e bate Roberto pela segunda vez, levando ao êxtase o seu 12º jogador.

A equipa visitante perdeu a cabeça, e mais não conseguiu do que tentar ir para a frente, mas sem discernimento…

Quatro anos depois da última vitória em casa, para o campeonato sobre o adversário de hoje, o Vitória assume, ainda que à condição o segundo lugar na tabela classificativa.

Se me permitem, queria dedicar esta vitória de hoje ao meu grande amigo e grande Vitoriano Sérgio F., e o grande desejo de umas rápidas melhores… FORÇA AMIGO!

OBRIGADO 12

OBRIGADO VITÓRIA

VITÓRIA SEMPRE

  Categories: