Vitória vs Beira-Mar (Antevisão)

Questão Técnico – Táctica

É já sem Manuel Machado, e com Basílio Marques provisoriamente como Técnico principal, que o Vitória prossegue este Domingo no Estádio do Rei a Liga versão 2011-2012. Pela frente os branquinhos terão o Beira-Mar.

Após a derrota humilhante para a Liga Europa com o Atlético de Madrid, que ditou a saída de Manuel Machado, é urgente retificar a péssima noite de 5ª feira passada, nesse contexto só o triunfo interessa no jogo frente aos auri-negros, até porque é necessária confiança, para abordar o ciclo de jogos complicados que se seguem para a formação Vitoriana.

Para o jogo deste Domingo, e comparativamente ao jogo da Liga Europa, Basílio Marques deve promover 3 alterações no onze inicial.

Assim sendo no quarteto defensivo, e mais concretamente no eixo central, João Paulo regressará à equipa, ele que muita falta fez no jogo ante os colchoneros, onde foi notória a falta de entrosamento entre N’Diaye e El Adoua (denota clara falta de velocidade como defesa-central).
Ainda na defesa, no lado direito, Alex mostra estar neste inicio de época em sub-rendimento e sem frescura física. Talvez a aposta em Tony, fosse neste momento a melhor opção para a equipa.

Na zona intermediária, El Adoua (após o ter visto jogar como central, a adaptação de Machado a médio defensivo foi bem conseguida) regressará ao miolo do terreno, e contará com o auxílio de Pedro Mendes (está a melhorar a condição física). Já Jean Pierre Barrientos apesar da sua intermitência exibicional, deve continuar como médio ofensivo da turma branquinha.

Na frente de ataque jogarão Faouzi, Edgar (regressou bem à equipa), e é esperado o regresso de Marcelo Toscano à equipa, jogando na faixa direita do ataque. Toscano não está na sua melhor forma física, mas neste momento é dos poucos jogadores que conseguem desequilibrar no último terço de terreno. Para além disso, desde que está ao serviço do Vitória, Toscano não tem conseguido fixar-se numa posição, pois ora joga no eixo do ataque, ou como número 10, ou nas alas.
Essa situação, não é claramente a melhor para o jogador brasileiro. Será um dilema tático para o futuro Treinador escolher, até porque a posição que Toscano se parece sentir melhor é como 2º avançado, mas aí o regressado rato atómico Nuno Assis com a sua qualidade será a escolha mais óbvia.

O Vitória deve alinhar este Domingo com a seguinte equipa:

Adversário: Beira – Mar

A equipa Aveirense continua a ser treinada por Rui Bento, e nas duas primeiras jornadas, conseguiu 2 empates muito positivos diante do Marítimo e Sporting. Para além disso, apesar de não ter marcado qualquer golo, também não sofreu, o que faz com que a nível defensivo a equipa mostre estar consistente.

Nas duas partidas já disputadas, o técnico Rui Bento, montou a equipa num sistema tático assente num 1x4x3x3, sistema esse que deve continuar para o jogo frente ao Vitória, tentando aproveitar a rapidez e qualidade técnica do sector mais avançado da equipa.

O quarteto defensivo dos auri-negros é praticamente o mesmo da época transacta, o que mostra a boa sincronização da equipa neste sector. A qualidade de Rui Rego na baliza, a consistência de Pedro Moreira no lado direito, e o bom entendimento de Yohan Tavares (central jovem e de qualidade) e o super experiente Hugo tem mantido as redes aveirenses invioláveis. No lado esquerdo da defesa e não podendo contar com o internacional sub-23 André Marques lesionado, a escolha recairá no jovem Joãozinho.

No miolo do terreno, em frente à defesa joga Nuno Coelho, médio de grande utilidade à equipa, pois é um pêndulo para a formação de Rui Bento. Ainda a completar a linha média, e já sem Rui Sampaio (médio moderno, com excelente qualidade e que esta a caminho de Itália), a aposta deve recair no internacional sub-20 português Dias. O brasileiro canhoto Nildo um ex-Trofense, muito trabalhador e com bom toque de bola, completará o trio de meio campo.

O trio de ataque será constituído por Artur (jogador para um clube superior) e Cristiano, brasileiro com boa capacidade técnica, e que após uma má passagem pelo Sporting, tenta ressurgir em Aveiro.
A referência na área será o chinês Zhang, avançado esguio, de passada larga. No banco, atenção ao ex -Vitória Douglas. São vários os exemplos de avançados que em Guimarães, não facturavam, e que noutros clubes, jogando contra os branquinhos nos marcaram golo (casos de João Tomás, Paulo César, e mais recentemente William).

Será um jogo complicado para o Vitória, até porque a Equipa jogando no Estádio do Rei, sente-se muitas vezes “sobre brasas”!

Este Domingo, e como sempre, é necessário deslocarmo-nos ao Estádio apoiar a Equipa, ajudando-a a conquistar o 1º triunfo na Liga.

Força Vitória e Vitória Sempre!

  Categories: