Vitória VS Desp.Aves (Antevisão)

simbolos antevisão

O Vitória recebe este Domingo pelas 16 horas o Desp.Aves, em jogo a contar para a 37ª Jornada da Segunda Liga.

Será mais uma final para a Equipa orientada por Armando Evangelista, que necessita mais uma vez dos 3 pontos, de forma a continuar na luta pela manutenção.

Após o triunfo e a boa actuação frente ao Freamunde, a Equipa está agora mais motivada, e há mais confiança no grupo de trabalho, o que pode fazer com que no jogo deste Domingo frente aos Avenses, o Vitória consiga dar continuidade ao triunfo da jornada passada.

Armando Evangelista como já afirmou, tem focado mais o seu trabalho na vertente psicológica, e o que já deu para constatar no jogo frente ao Freamunde, foi o de se ver o grupo com uma grande vontade em mudar  a atual situação.

Este Domingo, e em relação ao último jogo, Armando Evangelista vai ter que fazer duas alterações forçadas, pois não poderá contar com Crivellaro e Marco Matias (dois jogadores que no último jogo estiveram em grande plano), que foram novamente chamados à Equipa principal.

Assim no setor defensivo, continuará a jogar o quarteto que foi opção no passado Sábado.João Amorim (nota-se ainda a habitual falta de ritmo competitivo, mas tem cumprido) vai jogar na direita, Josué (tem que ser mais “agressivo” na marcação e melhorar o sentido posicional) e Kanú (deve continuar a apostar no passe longo para as faixas) no eixo, e Luís Rocha (é importante que por vezes possa se incorporar mais nas acções ofensivas) na esquerda.

No miolo do terreno, Siaka Bamba (fez um jogo de grande qualidade, e seria importante que mantivesse a mesma bitola este Domingo) vai continuar na posição 6, já Bruno Alves vai regressar á titularidade substituindo Crivellaro (o meio-campo ganha maior agressividade, mas perde no detalhe de ter um jogador que gira o jogo da Equipa, e capaz de desequilibrar de um momento para o outro).

A assumir novamente a batuta do jogo do Vitória estará Barrientos, que espera-se que faça uma exibição de qualidade, criando linhas de passe e pautando o jogo com mestria (falta-lhe ser mais constante ao longo do desafio).

Na frente de ataque, sem puder contar desta vez com Marco Matias, a opção vai recair em Índio (entrou muito bem, agitando o corredor direito do ataque, e efetuando boas diagonais para a zona central, o que contribuiu para 2 golos da Equipa. Terá que tentar o mesmo no jogo desta ronda).

No lado esquerdo estará Hernâni (vê-se que tem muito talento, mas tem que ser mais “intenso” nos duelos individuais e apostar mais em diagonais curtas,  sendo que também que ajudar mais a Equipa, pois quando esta perde a posse de bola, não tem acompanhado as subidas do lateral adversário).

A referência na área, será uma vez mais Tiago Almeida (está num bom momento, e fez no jogo com o Freamunde uma óptima movimentação sem bola, “levando” consigo sempre um dos centrais, o que abriu espaços para os companheiros da frente) que vai tentar marcar golos que possam dar o triunfo ao Vitória.

O 11 deve então ser o seguinte:

11

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Do lado do Aves, a Equipa orientada pelo Professor Neca, tenta ainda ficar num dos 4 primeiros lugares, de forma a puder disputar a liguilha que pode dar acesso ao escalão maior do futebol nacional.

A nível tático o conjunto Avense apresenta-se quase sempre num 1x4x3x3, sendo uma Equipa com qualidade nas saídas para as transições ofensivas ( aproveita bem a velocidade dos alas, no caso Renato Santos e Renato, e mesmo o experiente Vasco Matos), ainda assim é uma Equipa que se for logo pressionada no seu setor defensivo (encurtando-lhe espaços), comete erros e tem muitas dificuldades em levar bola para terrenos mais ofensivos, não conseguindo efetuar o que melhor sabe, que é o contra-atacar.

Na sua Equipa, destaque para o central Mamadu (tem um potencial tremendo), o jovem médio Vasco Rocha ( grande qualidade a ocupar os espaços, faz um bom transporte de bola para zonas ofensivas, e tem uma boa qualidade de passe, “enchendo” o miolo do terreno), Renato Santos (extremo rápido e dotado tecnicamente, o que lhe permite desequilibrar no 1×1), e Dally (avançado móvel e velocista, talhado portanto para jogar em contra-ataque).

Só o triunfo interessa ao Vitória, ainda assim é preciso fazer um jogo “inteligente”, circulando bem a bola, e continuando a explorar os corredores  pois ainda no jogo frente ao Freamunde, o jogo do Vitória teve os seus melhores momentos em jogadas onde os extremos conseguiram “esticar” o jogo da Equipa.

Na Bancada Poente, é preciso mais uma vez o forte apoio dos Vitorianos, pois todos juntos torna-se sempre mais fácil de vencer o adversário.

O Vitória depende ainda de si, pois seguramente que se ganhar todos os seus jogos até final da época, a manutenção vai ser almejada.

Continuem a acreditar  jovens!

Força Vitória!